Tratamentos

Perguntas mais frequente em Ortodontia

Quando procurar um Ortodontista?

O momento ideal para fazer uma visita ao ortodontista é quando começa a troca dos dentes de leite pelos permanentes (por volta dos 6 anos de idade ). O tratamento preventivo é iwc replica feito nesta hora e pode implicar em simples orientações ou na instalação de aparelhos.

Em que idade as pessoas podem fazer tratamento ortodôntico?

Crianças e adultos podem se beneficiar da Ortodontia, porque os dentes podem ser movidos com segurança em quase toda idade. Porque o monitoramento do crescimento e desenvolvimento é crucial para a boa administração de alguns problemas ortodônticos, a Associação Americana de Ortodontistas recomenda que todas as crianças tenham uma avaliação ortodôntica no mais tardar na idade de sete anos. Alguns problemas ortodônticos podem ser mais fáceis de corrigir se tratados cedo. Esperar até todos os dentes permanentes erupcionarem (nascerem), ou até que o crescimento facial esteja quase completo, pode tornar a correção de alguns problemas mais difíceis.

Uma avaliação ortodôntica a qualquer idade é aconselhável se os pais, o dentista da família ou o médico do paciente notou um problema.

Adultos também podem usar aparelhos?

Sim, a ortodontia hoje é possível de ser realizada em todas as idades. Pode haver limitações em função de perdas dentárias, problemas periodontais (doenças da gengiva) e pela falta de crescimento, mas é possível se obter excelentes resultados nessa fase. Cada vez mais as técnicas modernas contemplam a necessidade dos adultos, através de aparelhos mais confortáveis, estéticos e mais eficientes.

O que causam problemas ortodônticos (maloclusões)?

As maloclusões podem ser herdadas, adquiridas ou uma combinação dos fatores. Problemas herdados incluem a falta de espaço para os dentes (apinhamento), muito espaço entre os dentes (diastemas), dentes ausentes ou extra numerários ("dentes a mais"), e uma enorme variedade de outras irregularidades dos maxilares, dentes e face. Alguns problemas de envolvimento esquelético (queixo muito pequeno ou muito grande e maxila muito estreita, por exemplo) possuem normalmente um componente genético marcante, mas os estímulos ambientais como alterações respiratórias, tipo alimentação e hábitos podem contribuir para a expressão do problema.  
Maloclusões adquiridas podem ser causadas através de traumatismos (acidentes), sucção do polegar, dedo ou chupeta (hábitos bucais), obstrução das vias aéreas por amígdalas e adenóide, perda prematura do dente decíduo (dente de leite) ou de dentes permanentes.

Quais são os problemas ortodônticos mais comumente tratados?

Apinhamento: A falta de espaço para a acomodação de todos os dentes pode levar ao apinhamento, também popularmente conhecido como dente “encavalado”. Além do comprometimento estético evidente o apinhamento predispõe a problemas periodontais (que envolvem a gengiva e osso de suporte dos dentes). O osso e a gengiva que recobrem as raízes dos dentes envolvidos podem ficar finas e diminuir como resultado do apinhamento severo aumentando a chance de problemas na gengiva. O tratamento adequado do apinhamento passa por uma avaliação criteriosa que envolve inclusive o padrão craniofacial do paciente. Quando os tratamentos para ganho de espaço não são viáveis, o tratamento com extrações pode ser considerado. Os braquetes autoligados têm-se mostrado como uma novidade fantástica no tratamento desse tipo de problema, através de terapias mais rápidas e com índice menor de desconforto.

Espaçamento (Diastemas): Se os dentes estão ausentes ou são pequenos, ou a arcada dentária é muito larga, podem surgir espaços entre os dentes. A reclamação mais comum dessas arcadas com espaço excessivo é a aparência deselegante.

“Overjet” ou protrusão dos dentes superiores: Dentes anteriores superiores com protrusão severa são mais propensos a dano por traumatismo dento-alveolar. Freqüentemente indicam uma mordida pobre dos dentes da parte de trás (molares), e pode indicar uma desarmonia no crescimento da maxila e mandíbula. Comumente, dentes superiores protruidos são associados com uma mandíbula (maxilar inferior) que é pequeno em proporção ao maxilar superior (maxila). O hábito de sugar o polegar, dedo ou chupeta também podem causar uma protrusão dos dentes incisivos superiores.

 


Protrusão de mandíbula: Aproximadamente 3 a 5 por cento da população têm uma mandíbula que é até certo ponto mais longa que o maxilar superior. Isto pode provocar que os dentes anteriores inferiores inclinem à frente dos dentes anteriores superiores, o que cria uma mordida cruzada. É indicado para estes pacientes um monitoramento cuidadoso do crescimento da mandíbula e do desenvolvimento dos dentes.

 

 

 

Mordida profunda: A mordida profunda acontece quando os dentes superiores cobrem, mais que o normal, os dentes inferiores. Quando dentes anteriores inferiores mordem no palato ou tecido gengival atrás dos dentes anteriores superiores, podem acontecer desconforto e danos significantes no osso. Uma mordida profunda também pode contribuir ao uso excessivo dos dentes incisivos.

 

Mordida aberta: Uma mordida aberta acontece quando os dentes incisivos superiores e inferiores não tocam quando estão mordendo. Este espaço aberto entre os dentes anteriores superiores e inferiores faz com que toda a pressão da mastigação seja colocada nos dentes posteriores. Essa maloclusão e causada como causa de alterações na postura e função da língua (alterações na fala, mastigação e deglutição).
 

 

 

 

Mordida cruzada: O tipo mais comum de uma mordida cruzada é quando os dentes superiores mordem "para dentro" dos dentes inferiores (para a língua). Mordidas cruzadas dos dentes de trás e dos dentes da frente comumente devem ser corrigidas cedo, pois podem provocar dificuldades ao morder e mastigar.

Por que o tratamento ortodôntico é importante?
Dentes tortos e apinhados são difíceis de limpar e de manter. Isto pode contribuir para as condições que causam não só a cárie dentária, mas também uma eventual doença gengival e a perda do dente. Outros problemas ortodônticos podem contribuir para o uso anormal das superfícies do dente, função mastigatória ineficiente, tensão excessiva no tecido gengival e o ósseo que apóiam os dentes, ou alterações das articulações da mandíbula. Quando tratados de forma incorreta, muitos problemas ortodônticos ficam piores. O tratamento feito por um Especialista para corrigir o problema original é freqüentemente menos caro que o cuidado dental adicional exigido para tratar problemas mais sérios que podem se desenvolver mais tarde.
O valor de um sorriso atraente não deveria ser menosprezado. Uma aparência agradável é um recurso vital à auto-confiança da pessoa. A auto-estima de uma pessoa freqüentemente melhora quando o tratamento coloca dentes, lábios e face em harmonia. Deste modo, o tratamento ortodôntico pode beneficiar o seu sucesso social e sua carreira, como também melhorar a atitude geral da pessoa para a vida.

Qual a duração do tratamento?
O tempo de duração do tratamento vai depender de vários fatores, entre eles o tipo de aparelho utilizado, a idade do paciente, o tipo de problema apresentado, a resposta do organismo da pessoa ao tratamento e, principalmente, a colaboração do paciente. Os avanços recentes da ortodontia tem contribuído para tratamentos mais rápidos e com menor incomodo.

Ortodontia Especializada

Sistema Damon

Nós vivemos em uma sociedade extremamente consciente da imagem e impressões são tomadas em poucos segundo. Ter os dentes retos faz uma diferença enorme e podem ser a diferença entre você ter ou não determinadas oportunidades.

Ortodontia Lingual

É a técnica na qual a correção da posição dos dentes é feita através de aparelhos ortodônticos colados na face interna dos dentes (voltada para a língua).

Aparelhos Autoligados

As borrachinhas, em muitos tipos de movimentação dentária, aumentam a força necessária para que o dente seja movimentado através do atrito criado.

Aparelhos Estéticos

São peças feitas de materiais em cor clara e translúcida com o objetivo de minimizar a mudança no visual com o uso do aparelho ortodôntico.

Sistema Invisalign

Trata-se de um sistema de alinhadores removíveis e quase invisíveis que proporcionam um tratamento mais confortável e com maior previsibilidade de resultados e de tempo de tratamento.

Ortodontia Especializada

O que é Ortodontia? / O que é um Ortodontista?

(62) 3095-2727 - Fone/Fax (62) 3091-1628
Av. T-9, esq. c/ Av. T-2 nº 1.116, sala 108
Ed. T&T Empresarial - Setor Bueno
Goiânia-GO - CEP: 74.215-020

contato@sormaniortodontia.com.br