Tratamentos

Apneia do Sono, o que é?

Apneia significa "sem ar" ou "parada da respiração". Apneia do sono significa um problema respiratório, que acontece enquanto dormimos. É caracterizada por interrupções breves e repetidas da respiração (com duração de pelo menos de 10 segundos numa freqüência maior que 05 episódios por hora de sono).

Genericamente existem três tipos de Apnéia: buy replica watches

  • Apneia obstrutiva: quando o fluxo de ar é interrompido e a pessoa apresenta um esforço inspiratório que interrompe o sono.
  • Apneia Central: em que não ocorre fluxo nem esforço expiratório (movimento do tórax).
  • Apneia Mista: onde ocorre a combinação das duas apnéias (inicialmente Apnéia Central seguida por esforços expiratórios sem fluxo).

Geralmente estes eventos duram mais que 10 segundos a são considerados anormais quando ultrapassam a freqüência de 5/hora.
A Apnéia pode ser um distúrbio provocado por alterações anatômicas e a diminuição de atividade dos músculos dilatadores da faringe. Essas alterações levam ao estreitamento das vias respiratórias superiores gerando as Apnéias. Os sintomas mais freqüentes são: histórico de ronco alto, a hipersonolência diurna, cansaço ao acordar, dor de cabeça ao acordar, noctúria (urina noturna), alterações de memória, dificuldade de concentração, irritabilidade e impotência sexual.

Além na queda de qualidade de vida pela sonolência diurna excessiva e má qualidade de sono, há um risco aumentado para problemas cardíacos como pressão alta (hipertensão arterial), batimento cardíaco irregular (arritmia cardíaca) e infarto do miocárdio. Ainda, devido ao quadro de sonolência, o risco de acidente automobilístico é de 4 a 7 vezes nos indivíduos com apnéia obstrutiva do sono.

Há vários tratamentos disponíveis para tentar controlar tais problemas. O tratamento ideal depende do grau do apnéia do sono que é verificada pelo "exame do sono" (polissonografia) e de uma avaliação individual com um médico especialista. O tratamento clínico inclui algumas orientações que devem ser oferecidas ao paciente, com o intuito de diminuir a severidade de sua apnéia: alterar a posição durante o sono, evitando o decúbito dorsal, elevar a cabeceira da cama, evitar o uso de álcool e medicamentos sedativos que podem piorar a apnéia e iniciar programas de redução de peso. A abolição do uso de álcool e sedativos previne a exacerbação da SAOS (Síndrome de apnéia Obstrutiva do Sono), mas não trata a síndrome. A redução de peso é potencialmente terapêutica, porém, como medida isolada, raramente é satisfatória. O uso de aparelhos intrabucais pode alterar a relação das arcadas dentárias entre si e com a base da língua, diminuindo o ronco e a apnéia em alguns pacientes. O CPAP ("continous positive airway pression") nasal é um aparelho que mantém pressão positiva através do ar que entra pelas fossas nasais. O tratamento cirúrgico (adenoamigdalectomia, amigdalectomia, uvulopalatofaringoplastia, cirurgia para correção da obstrução nasal, cirurgia ortognática para correção óssea da maxila e mandíbula) pode ser indicado em alguns casos.

Bruxismo, Ronco, Apneia

Ronco

Tradicionalmente, aceitava-se o roncar durante o sono como uma fatalidade intratável. Além disso, como algo banal, inocente, inócuo...

Sono

Ao contrário do que se pensa o sono não é um simples desligar do corpo e cérebro.

Bruxismo

O Bruxismo é um distúrbio sono caracterizado pelo apertar e/ou ranger dos dentes (como uma mastigação) durante o período de sono.

Odontologia e o tratamento do Ronco e Apneia do sono

O tratamento do Ronco e Apneia passam por um enfoque multidisciplinar. Quanto mais sério o problema, maior é a necessidade da interação entre diferentes profissionais de saúde.

(62) 3095-2727 - Fone/Fax (62) 3091-1628
Av. T-9, esq. c/ Av. T-2 nº 1.116, sala 108
Ed. T&T Empresarial - Setor Bueno
Goiânia-GO - CEP: 74.215-020

contato@sormaniortodontia.com.br